Como Exportar Para o Mercosul

Como Exportar Produtos Para o Mercosul

por | ago 15, 2021

Como Exportar Para o Mercosul

Você já parou para pensar em como exportar produtos para o Mercosul? Essa prática econômica traz uma série de benefícios para a empresa. A instituição que a ela adere ganha com a expansão de sua marca e, com isso, movimenta a economia do país. A atitude é fundamental em um ambiente globalizado como o de hoje.

Para garantir a funcionalidade desse negócio, existem vários blocos econômicos que facilitam o transporte e a circulação de pessoas entre países.

A América do Sul possui o Mercosul, criado em 1991. Essa união aduaneira entre Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai (Venezuela e Bolívia entraram depois) prevê acordos e estabelece livre comércio, bem como política comercial comum.

Mas, para exportar, a empresa precisa investir em um maior planejamento estratégico e obter uma série de documentos, pois a fiscalização e a legislação para transporte internacional de produtos são mais rígidas do que em âmbito nacional.

Saiba do que você precisa para exportar de uma forma segura.

Primeiro passo para exportação

Antes de pensar em como exportar produtos, é preciso operar no transporte rodoviário internacional de cargas e conseguir a Licença Originária no Brasil.

Posteriormente, é necessário obter a Licença Complementar no país de destino. Só com esses documentos em mãos, junto com a autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a empresa terá o sinal verde para operar fora do país.

Mas não é só isso. É importante apresentar outros documentos exigidos por cada local. Caso não os tenha, a carga pode ficar guardada na alfândega e só será liberada sob pagamento de multa.

Isso é prejudicial pois implica atraso do prazo de entrega. Assim, fique atento à legislação do país para conseguir a exportação para o Mercosul de uma forma tranquila.

Quais são os documentos fundamentais para exportar produtos 

Conhecimento de transporte: Este documento registra as prestações de serviço do transporte de cargas enviadas no Brasil, seja entre municípios ou entre estados. Deve ser emitido pelo transportador para qualquer envio que seja aéreo, ferroviário, aquaviário, dutoviário ou rodoviário. A emissão pode ser feita de forma eletrônica.

Manifesto Internacional de Cargas: É preciso para movimentação de transporte internacional entre países do Mercosul. Ele realiza a autorização alfandegária para que haja transporte livre entre zonas autorizadas pela Receita Federal. Isso evita retenção da carga e pagamento de multa.

Declaração de Trânsito Aduaneiro DTA: A DTA permite o transporte de mercadoria importada dentro do país sob autorização da Receita Federal. Este documento garante envio entre alfândegas e suspende os impostos emitidos entre o período do descolamento do produto e a chegada ao destino final. Isso minimiza custos e prazos na exportação para o Mercosul.

Certificado de Origem:  não é um documento obrigatório, mas torna-se  importante para empresas que atuam na área do comércio exterior. Ele oferece uma série de vantagens previstas nos acordos comerciais entre os países de origem e de entrega da mercadoria. Com tal declaração, é possível atestar a autenticidade da mercadoria e recolher os devidos impostos referentes à transação comercial. O certificado comprova a origem da mercadoria comercializada. É emitido pelo exportador ou procurador. Para consegui-lo, é necessário ter a fatura comercial e a declaração de origem.

Os documentos necessários para a obtenção do certificado são:

  • fatura comercial;
  • declaração de origem;
  • formulário do certificado (no Mercosul, existe o formulário de papel e o digital). A emissão é rápida. O processo leva apenas 30 minutos para o digital e somente o período necessário para o carimbo e para a assinatura na versão impressa. Isso caso a documentação esteja correta. O certificado precisa ser emitido em até 60 dias após a fatura comercial e apresenta validade de 6 meses.
  • Packing list ou Romaneio;
  • Comprovante de embarque;
  • Licenciamento de importação, em casos de medicamentos ou alimentos;
  • Declaração de importação;
  • Nota fiscal;
  • Fatura comercial.

Invista em um gerente de logística

Com tanta documentação para exportar produtos, sua empresa precisará de um gerente de logística. Ele conseguirá todas essas informações e fará um planejamento adequado para evitar dor de cabeça e aumento dos custos com a perda dos prazos. Esse profissional também auxiliará nas questões sobre impostos, leis e questões governamentais de cada local.

Cuidado com a segurança de seu produto

Fique atento à segurança da sua carga neste tipo de transporte. Como o deslocamento pode durar dias, é importante verificar com cuidado as paradas e o deslocamento para evitar roubos. Deve-se, também, planejar custos como pedágios no processo de exportação para o Mercosul.

Atente-se aos incentivos fiscais para a exportação de produtos. A drawback, por exemplo, beneficia exportação de insumos vindos do exterior para a produção de mercadorias.

Isso reduz impostos como IPI e ICMS e diminui os gastos com exportação, independentemente do país de origem do produto.

Realizar follow-up após o transporte

Além de entregar, é importante acompanhar o deslocamento da carga e se o produto chegou ao destino dentro do prazo estipulado. O seguro internacional da carga informa sobre a situação e, se houver algum problema, será providenciada a  documentação para liberação do produto na alfândega.

A Transilva ajuda você com a exportação para o Mercosul 

Depois de entender como funciona a exportação de produtos, você está procurando uma transportadora?  A Transilva pode te ajudar neste processo.  A empresa é referência na área e atende seis países do Mercosul.

É localizada na região portuária do Espírito Santo, em um local estratégico para descolamento de produtos, próximo a rodovias, ferrovias e aeroportos.

A Transilva atua no ramo desde 1994 e proporciona maior agilidade e rapidez para envio de produtos. Quer conhecer mais sobre a Transilva? Entre em nosso site  e confira!

 

Outras Postagens

Transporte de Container: Conheça a Legislação Vigente

Transporte de Container: Conheça a Legislação Vigente

Entenda a Importância do Transporte de Container O container é uma estrutura metálica utilizada, especialmente, no transporte marítimo, como forma de armazenamento das cargas. Depois que atende a tal função, ele fica inutilizável.  Entretanto, atualmente, sobretudo...

ler mais